Data Human Portraits

Mood series

Catarina Sampaio

Sinopse

Actualmente, de forma mais ou menos consciente, produzimos, partilhamos, usamos, e arquivamos quantidades imensas de informação, através de aplicações web e ferramentas embutidas nos dispositivos móveis que usamos quotidianamente. Os dados que produzimos tornam-se, frequentemente, acessíveis a empresas de Big Data que, segundo uma perspectiva comercial, visam estabelecer perfis de consumo. Considerando que este tipo de abordagem falha em capturar a nossa sensibilidade e humanidade, Data Human Portraits define-se como um projecto auto-etnográfico que utiliza a observação participante e a recolha de dados pessoais com o objectivo de evidenciar a dimensão concreta e sensível das nossas vidas.

 

O projecto explora as qualidades expressivas da visualização de dados, cuja amostra se foca em aspectos inerentes à vivência pessoal, como estados de humor, energia e interacções interpessoais. Estes dados são recolhidos por monitorização de actividades quotidianas via registos diários, sensores do telefone e uso de aplicações web e móveis.

 

As visualizações resultantes tem um carácter abstracto, procurando salientar as qualidades estéticas da representação visual de informação. São reunidas numa publicação impressa que funciona como num diário, em que cada página corresponde a um dia. Dois níveis de informação complementares abordam, respectivamente, a variação de humor através de um gradiente e o factor quotidiano que o influencia. Utiliza-se o Processing, no sentido de automatizar a análise de informação e a criação de visualizações, que se articulam com gráficos criados manualmente.

 

Data Human Portraits propõe assim uma reflexão sobre a actual tendência para a quantificação de tudo o que nos rodeia, incluindo os aspectos mais subjectivos da vida humana. Procura questionar a objectividade da visualização de dados e sua suposta imparcialidade, valorizando as assumpções e decisões que são reflexo dessa mesma subjectividade.

the data

auto-etnografia
dados pessoais
quantificação
visualização
data art