Life FAQ

#MeaningOfLife

Rui Pedro Martins

Sinopse

O conceito de “escrita não-criativa” (uncreative writing), explorado pelo artista Kenneth Goldsmith em torno de noções como apropriação e remistura, aborda as possibilidades de escrita da era digital em que vivemos. A produção textual assume uma magnitude sem precedentes, em parte devida à produção de conteúdos textuais por máquinas a uma velocidade superior à capacidade humana para a sua leitura.

 

De acordo com esta premissa, Life FAQ propõe uma reflexão sobre formas de escrita e leitura características das redes sociais, em que a filtragem e sumarização se tornam essenciais. Consequentemente, explora-se a radicalização do resumo textual, tomando um ensaio filosófico, e densidade que o caracteriza, procedendo à sua compressão e redução extrema aos 140 caracteres de um tweet.

 

O projecto explora a dualidade entre reflexão e imediatismo, ao contrastar a extensão inerente à tentativa de responder a questões filosóficas com o resumo imperativo e imediatismo que o tweet impõe. Um ensaio composto de excertos de textos dos leitores no website Philosophy Now, é submetido a dois processos de resumo, executados lado a lado, cada um produzindo um tweet. Enquanto o processo mecânico recorre ao algoritmo de ferramentas online de auto-summarize, o processo humano é realizado em duas fases. Através do website do projecto, desafia-se o utilizador a ler um texto em contra-relógio, segundo um processo de speed-reading. Após efectuar o resumo, o leitor pode submeter a sua breve resposta à questão What’s the meaning of life?

 

O resultado final assume a forma de um livro que compila os tweets resultantes do determinismo mecânico a par dos resultados da execução e interpretação humana. O mesmo website que serve a produção de tweets, contextualiza ainda os procedimentos de resumo explorados, procurando evidenciar o contraste entre o processamento automatizado da máquina e a subjectividade inerente à interpretação humana.

the web

uncreative writing
resumo
automatização
questões existenciais
twitter